Ficou para 2019: Votação do projeto que libera FGTS para quem pedir demissão



O projeto de lei (PLS 392/2016) criado pela senadora Rose de Freitas (Pode-ES), teve sua  votação adiada para 2019. O objetivo do projeto é permitir o saque integral do saldo do FGTS pelo trabalhador que tenha pedido demissão do emprego.

"A pessoa poderá usar esse dinheiro para abrir um negócio e movimentar a economia, por exemplo". diz Rose que também destaca que não cabe ao governo federal dizer como o trabalhador vai usar o saldo do FGTS.

Hoje o saldo do FGTS pode ser sacado em caso de demissão sem justa causa e em alguns casos específicos estabelecidos por lei.

Confira mais na reportagem de Maurício de Santi no áudio abaixo.


Comente abaixo sua opinião sobre o projeto da deputada Rose de Freitas.

Fonte: Senado Notícias
Tecnologia do Blogger.